Patagônia Argentina – Montanhas e geleiras pertinho do Brasil

Viajante observa o cerro fitz roy na laguna de los tres, em el chalten, na patagônia argentina,

Visual do Cerro Fitz Roy, em El chalten, na Patagônia Argentina

Compartilhe com os amigos


A Patagônia é a viagem com melhor custo-benefício para brasileiros que curtem a natureza! Ela nos completa! Pensa só: O Brasil tem praia, floresta, dunas, rios, cachoeiras, e estas paisagens estão entre as melhores do mundo. O que falta: Geleiras e montanhas (montanha mesmo, altitude, Andes). E olha a Patagônia ai! Aqui do lado! Fomos feitos uns para os outros. Obrigado, hermanos!

O território patagônico é uma região localizada no extremo sul da América do sul. Uma parte está na Argentina e a outra no Chile. Neste texto vamos dar todas as dicas para você planejar e aproveitar ao máximo sua viagem para o lado argentino, mais popular entre os brasileiros. E nesse roteiro cabe todo tipo de viagem: mochilão, luxuosa, em família, lua de mel, com a galera, com as crianças (mas sem misturar, não vai inventar uma lua de mel com a galera que pode complicar).

Quando ir à Patagônia Argntina

A patagônia pode ser visitada durante todo o ano, mas a melhor época e o verão (a não ser que você queira esquiar). Abaixo colocamos as características de cada época para você decidir quando ir:

No verão: As temperaturas são bem mais agradáveis, e as atrações e hotéis estão todas abertas. O sol se põe bem tarde (depois das 22 horas), então você pode aproveitar bastante o dia.

No inverno: Faz bastante frio. As paisagens ficam cobertas de neve e alguns dos lagos congelam, o visual é incrível. As estações de esqui estão abertas. Porem a maior parte dos campings está fechada, bem como algumas das atrações (não é possível fazer trekking no Glaciar Perito Moreno, e a cidade de El Chalten fica praticamente deserta).

No outono: Se você gosta de fotografia, abril é o mês para visitar a patagônia. É quando as cores do outono ficam mais fortes, e as arvores e a vegetação ficam com tonalidades vermelhas e douradas. As fotos e a viagem ficam ainda mais legal.

Como ir

A forma mais prática de ir à patagônia é de avião. Os mais aventureiros podem ir de carro, ônibus ou moto!

Avião

As principais cidades são atendidas por bons aeroportos (destaque para o aeroporto de Ushuaia, o pouso é uma aventura a parte!). Abaixo os principais aeroportos:

  • Ushuaia: Aeroporto Internacional de Ushuaia – Malvinas Argentinas
  • El Calafate e El Chalten: Aeroporto Internacional Comandante Armando Tola

A melhor companhia para checar voos a partir de Buenos Aires é a Aerolíneas Argentinas.

Ônibus

Existem ônibus que ligam as principais cidades da patagônia argentina, e que fazem conexão com as cidades chilenas. As saídas não são muito frequentes, e os bilhetes podem ser comprados nas rodoviárias das cidades. As viagens são longas, leve em conta que irá passar muito tempo na estrada.

Carro

As distâncias são longas, e muitas vezes monótonas. Postos de gasolina são escassos, e o sinal de celular é raro. Ou seja, viajar de carro pela patagônia requer muito planejamento, e o risco de algo dar errado é considerável.

Principais destinos da Patagônia Argentina

Os melhores destinos para quem quer curtir a patagônia são El chalten, El calafate e Ushuaia! Nesses lugares você vai encontrar as melhores trilhas do país e experimentar a natureza selvagem da patagônia.

El Chalten

El Chalten é a capital argentina das trilhas e escaladas. Um verdadeiro jardim do éden dos montanhistas. Porta de entrada para os Andes, representados aqui pelo exuberante Cerro Fitz Roy (3441 metros acima do nível do mar).

Esta pequena cidade de apenas 2000 habitantes foi fundada em 1985 e fica no setor norte do Parque Nacional Los Glaciares. É preciso ficar atento ao período de viagem: nos meses de maio a outubro a cidade está praticamente toda fechada.

É bem trazer pesos argentinos para cá, vários estabelecimentos não aceitam cartões de crédito.

Onde ficar em El Chalten

As principais opções de acomodação em El Chalten são pousadas, hostels e campings. Abaixo algumas das opções mais populares, e um link para conferir as demais acomodações disponíveis. Lembre-se de fazer reservas com antecedência para os meses de dezembro, janeiro e fevereiro, período de alta temporada na cidade.

Incluir Acomodações

O que fazer em El Chalten

O principal atrativo da cidade é o Parque Nacional Los Glaciares e suas trilhas, abaixo as opções mais populares.

Laguna de Los Tres

Uma das trilhas mais populares da região. Tem cerca de 20 km (ida e volta) e bastante subida. É considerada uma das melhores para fotografia da patagônia, especialmente no mês de abril, quando a vegetação está tomada pelas cores do outono. Cuidado se o tempo estiver ruim, a trilha pode ficar bem escorregadia.

Laguna Torre

Esta trilha tem aproximadamente 18 km (ida e volta). Possibilita a melhor visão ao Cerro torre, desde que este não esteja encoberto pelas nuvens, o que é muito comum. Se o dia estiver limpo, não deixe passar a oportunidade de ir até lá.

Laguna capri

Salto de chorrilho

Lago del Dieserto

Próximo à fronteira com o Chile (a 36 km de distância de El Chalten), tem um mirante com uma vista inda do lago e das geleiras próximas. É possível caminhar próximo ao lago ou ficas só observando do mirante.

Glaciar piedra blancas

Geleira Viedma

O glaciar Viedma oferece a possibilidade de visitação com excursões locais para caminhadas ou escalada no gelo. O acesso à geleira é feito por navio.

El calafate

El Calafate fica na província de Santa Cruz, próxima à fronteira com o chile, tem pouco mais de 20 mil habitantes. A principal atração da cidade é o Parque Nacional Los Glaciares, onde está localizada o Perito Moreno, uma das maiores geleiras do mundo.

O fato de a cidade ter o principal aeroporto da região e estar próxima a destinos populares como Torres de Paine e El Chalten torna El Calafate parada obrigatória para quem está passeando pela região.

Onde ficar em El Calafate

A cidade tem acomodações para todos os gostos e bolsos. Desde hotéis e pousadas a hostels e campings. Listamos abaixo algumas das mais populares, e no link você pode conferir mais opções.

Listar hoteis

O que fazer em El Calafate

As principais atrações de El Calafate são o Parque Nacional Los Glaciares, onde está a geleira Perito Moreno. Passeios de bate e volta a El Chalten e Torres de Paine também estão entre as melhores opções.

Parque Nacional Los Glaciares

O Parque Nacional Los Glaciares foi fundado em 1937 e fica a cerca de 100 quilômetros da cidade de El calafate. Famoso por suas geleiras e glaciares, sua principal atração é a geleira Perito Moreno, com paredes de gelo de 60 metros de altura. O parque fica na fronteira com o Chile. No lado chileno fica o famoso parque nacional Torres del Paine. Além das geleiras, o parque é famoso pela fauna patagônica, que inclui o condor, o puma e o guanaco.

É possível contemplar o Perito Moreno da passarelas instaladas em ou participar d excursões que te levam para caminhar sobre a geleira.

Trekking no Perito Moreno

Um dos passeios mais procurados da patagônia. Aqui você caminhara sobre a geleira Perito Moreno com o auxílio de grampos amarrados ao seu calçado, para não escorregar.  Existem duas opções de duração, uma mais curta, para quem quer apenas experimentar caminhar sobre o gelo sem grandes deslocamentos, e outra mais longa, onde o guia leva seu grupo até partes mais isoladas da geleira.

Estancia Cristina e Glaciar Upsala

Este passeio também ocorre no parque Los Glaciares. Você vai iniciar navegando pelo braço norte do lago argentino e depois fará uma caminhada até um mirante com uma vista sensacional para a geleira Upsala. E dá até pra andar de kaiak entre os icebers!!

Glaciarium

Um museu bem interessante sobre as geleiras. Tem filmes e documentários sobre as formações da região e como elas estão sendo impactadas pela mudança climática. Também tem um bar de gelo, que serve bebidas em copos de gelo. Fica a 6 km da cidade.

Excursão Torres del Paine

O parque nacional Torres del Paine fica no chile, próximo a divisa com a Argentina. A partir de El calafate é possível fazer um passeio de um dia para conferir as belezas do parque, considerado um dos mais bonitos do mundo e perfeito para trilhas, sejam curtas ou vários dias.

Ushuaia

Ushuaia é conhecida como a Cidade do Fim do Mundo. Isso porque nenhuma cidade do planeta está mais próxima do que ela do polo sul (existe uma disputa com a chilena Puerto Willians, mas o marketing de Ushuaia é melhor haha). Esta característica faz com que Ushuaia seja o principal ponto de partida para excursões até a Antártica.

A cidade de Ushuaia fica na província da Tierra del Fuego e tem uma história incrível. Já abrigou um presídio de segurança máxima, foi ponto de partida de caçadores de baleias, focas e leões marinhos, e hoje sua principal vocação é o turismo.

Farol do fim do mundo, no estreito de beagle, ushaia, patagônia argentina

O farol do fim do mundo, no estreito de beagle, em Ushuaia, na Patagônia Argentina

Onde ficar em Ushuaia

A cidade é bem pequena, então em qualquer ponto que você se hospede estará a poucos minutos caminhando das principais atrações. A exceção é o Parque Nacional Tierra de Fuego, que fica a cerca de 20 quilômetros da cidade.

O que fazer em Ushuaia

As principais atrações de Ushuaia são o Parue Nacional Tierra del Fuego e os passeios de barco pelo canal de Beagle. Para os mais aventureiros, a cidade é ponto de partida para excursões até a antártica.

Canal de Beagle

O canal de Beagle (ou estreito de Beagle) separa a Argentina do Chile. Tem cerca de 240 quilômetros de comprimento. O canal tem este nome porque o famoso naturalista Charles Darwin navegou por estas aguas a bordo do navio HMS Beagle. A fauna da região é rica, sendo possível ver grandes colônias de leões marinhos, pinguins e aves.

Parque nacional Tierra del Fuego

O parque fica a cerca de 12 quilômetros da cidade. Pode ser acessado de carro, ônibus ou pelo Trem do Fim do Mundo. Algumas trilhas estão disponíveis, bem como área para camping e um restaurante. Uma das atrações mais curiosas do parque é carimbar o seu passaporte com o visto do Fim do Mundo. As paisagens são fantásticas, e incluem lagos azul turquesa e montanhas nevadas.

Trem do Fim do Mundo

Esta linha de trem liga a cidade de Ushuaia ao Parque Nacional Tierra del Fuego. É uma forma divertida de chegar ao parque apreciando as belas paisagens da região.

Museus

Os mais populares são o Museu do Fim do Mundo e o Museus marítimo e do Presídio (inserir links). Ali é possível conhecer a história da região, desde a chegada dos primeiros povos indígenas até a instalação do presídio (onde um dos museus está localizado).

Excursão até a Antártica

Sim, você pode visitar a Antártica. E se estiver passando por Ushuaia, já percorreu metade do caminho. Aqui é o principal ponto de partida do mundo para excursões até o continente gelado.

Na viagem você vai navegar por mares agitados, cobertos por enormes icebergs, e ao chegar na Antártica vai se surpreender com a fauna da região. Baleias, focas, leões marinhos, pinguins e aves são abundantes.

A temporada de visitação vai de novembro a março, e é recomendado reservar com antecedência caso queira fazer o passeio. Se não tiver reservas, sempre é possível tentar uma passagem de última hora com as agencias da cidade

Centollas, o caranguejo gigante

A iguaria é típica da patagônia argentina. Um caranguejo que pode pesar até 2 quilos, e cada perna pode chegar a 1 metro de comprimento. Alguns restaurantes de Ushuaia mostram os caranguejos vivos, para o cliente escolher o exemplar que quer (isso eu já acho desnecessário…). Mas que vale provar a iguaria, isso vale!

2 Comentários

  1. José Antônio disse:

    Já fui uma vez para a patagônia e foi a melhor viagem da minha vida. Pretendo voltar e conhecer el chalten!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *