Angels Landing – Penhascos e visual para quem não tem medo de altura

Compartilhe com os amigos

Angels Landing é uma das trilhas mais populares do Estados Unidos, e uma que deve estar presente na lista de desejos de todos que gostam de aventura. Localizada no Zion National Park, no estado de Utah, atrai visitantes do mundo inteiro dispostos a encarar a subida com auxílio de correntes em meio a penhascos íngremes para ver uma vista alucinante.

O estado de Utah fica no meio oeste americano e abriga vários dos melhores parques nacionais do país. É prefeito para uma road trip incluindo o Grand Canyon. Uma das joias desse lugar é o Zion National Park. Paredões avermelhados formam canyon impressionantes, e o contraste com a vegetação cria paisagens surreais.

O parque tem diversas trilhas marcantes, e certamente Angels Landing é a que melhor representa o lugar.

Este percurso vai te levar ao alto do melhor ponto de observação do parque. É uma daquelas trilhas que não se contenta apenas em te apresentar um destino fantástico, mas o caminho que leva até lá é tão impressionante quanto o final. Eu costumo comparar esta trilha à da Pedra da Gávea, no Rio de Janeiro, e sua temida carrasqueira.

São cerca de 8 km (ida e volta) até o topo, para conquistar esse ícone do montanhismo norte-americano. A maior parte dos visitantes leva entre 4 e 6 horas para ir e voltar.

O nome quer dizer algo com “o pouso do anjo”, pois dizia-se que só um anjo voando poderia alcançar este ponto do parque.

Deixamos uma observação aqui: Esta trilha tem um alto nível de dificuldade. Primeiro porque a subida é íngreme e ininterrupta. Segundo porque em vários momentos você caminha na borda de penhascos, por caminhos estreitos e se segurando em correntes presas na pedra para não cair. Diante disso, apenas pessoas em boa condição física devem fazer esta trilha, e aqueles que tem vertigem ou medo de altura não devem se arriscar. Também não é uma atividade adequada para crianças, não vale a pena correr o risco.

Melhor época para fazer a Angels Landing

A trilha pode ser feita no verão, primavera ou outono. No inverno, devido a cobertura de neve, fica muito arriscado tentar.

Os meses de abril, maio, agosto, setembro e outubro são os melhores. Com temperaturas mais amenas e trilhas mais vazias, sua experiencia vai ser bem mais agradável do que se fizer em junho ou julho, auge do verão e das férias escolares americanas.

Como chegar ao parque Zion

O aeroporto de grande porte mais próximo do parque fica em Las Vegas. De lá, são apenas 2 horas e meia de carro. Muitos visitantes da cidade do pecado optam por dar um tempo na badalação e passar alguns dias em Zion para descansar.

Outro ponto de partida popular é o Grand Canyon. Saindo da borda sul, a mais visitada, são cerca de 4 horas de carro passando por paisagens incríveis.

A capital do estado de Utah, Salt Lake City, também é uma boa opção de entrada para o parque. A cidade tem um dos principais aeroportos do pais, com voos vindo de todas as principais cidades dos EUA. DE lá, são cerca de 4 horas de carro até Zion.

O que levar para Angels Landing

Nossa recomendação de sempre aqui: água e calçados apropriados e confortáveis são os itens mais importantes para fazer uma trilha com segurança e aproveitar ao máximo.

Para esta trilha específica, quanto menos peso e objetos puder levar melhor. Uma mochila grande vai atrapalhar a passar pelas correntes e trechos apertados. Leve a melhor mochila que tiver, coloque um lanche e a câmera fotográfica e pronto.

Para mais dicas de preparação para trilhas, veja nosso artigo sobre erros que devem ser evitados ao fazer trilhas.

A trilha

Segue abaixo o mapa da trilha e a descrição dos principais trechos. Você pode salvar o mapa offline no seu celular e utilizar o gps para ver em que parte está mesmo se estiver sem internet.

 

Ponto de partida

O início da trilha até Angels Landing fica no ponto conhecido como The Grotto. O transporte interno do parque faz uma parada lá. Neste ponto você pode encher sua garrafa no bebedouro e usar os banheiros. Depois é só atravessar a rua e seguir as placas para iniciar a trilha. No início você vai cruzar uma ponte em direção à margem oposta do rio e caminhar em terreno plano, seguindo ao lado da margem, até a trilha virar à esquerda e começar a se afastar do leito.

Viajantes na trilha angels landing no parque zion, utah, estados unidos

O início da subida em zigue-zagues. Tem que ter folego!

Zigue zague

Os quilômetros seguintes da trilha são uma série de zigue-zagues (21 se você quiser contar) para ganhar altura. Subida constante. Aproveite para tirar fotos da bela paisagem enquanto recupera o folego. Este trecho é chamado de “Refrigerator Canyon”, ou Cânion do Refrigerador, em tradução livre. Tem esse nome porque a temperatura é sempre agradável e costuma ficar na sombra, ao contrário da maior parte das áreas do parque, onde faz muito calor.

Quanto você chegar no mirante Scouts Lookout verá algumas placas de atenção e poderá utilizar o banheiro. Neste ponto, você precisará decidir se segue em frente ou fica curtindo a vista por aqui mesmo. A partir daqui a trilha fica perigosa, e muitos preferem não prosseguir.

Ponte de pedra

Este é o trecho mais marcante da trilha de Angels Landing. Saindo mirante, você terá seu primeiro contato com as correntes. Você vai contornar a lateral da montanha, e para isso vai precisar da ajuda de correntes de metal fixadas na pedra para se equilibrar.

Logo em seguida, mais emoção em um trecho curto, mas de tirar o folego. Você vai atravessar uma pequena passagem de pedra, de cerca de um metro de espessura, que liga os dois picos da montanha. De um lado, uma queda de 300 metros de altura. Do outro, 600 metros! Nervos à flor da pele. Repetindo: se você tem medo de altura, não venha!

Trilha angels landing no parque zion, utah, estados unidos

Ponto intermediário da trilha. Até aqui é fácil, mas cansativo. Se tiver medo de altura, não siga em frente!

Escalada final

Passada a ponte, você vai continuar a precisar do auxílio das correntes. Agora ao invés de percorrer um trecho plano, vai precisar subir com o auxílio delas. A subida é íngreme, você vai precisar utilizar as duas mãos para se apoiar nas correntes e na pedra para chegar. Vencida a subida, você já estará no topo da Angels Landing. Agora é só aproveitar para curtir essa vista celestial, que certamente faz jus ao nome do parque (a palavra Zion denota, em algumas religiões, uma cidade celestial no paraíso).

A descida da trilha é feita pelo mesmo caminho da subida, e sem dúvida é muito mais fácil!

Outras trilhas legais e famosas em Zion são as Narrows, onde você caminha no leito do rio, e o Subway, um conjunto de cavernas  e galerias  no parque.

Atrações próximas

Como já dissemos, essa região dos Estados Unidos tem muitos parque nacionais sensacionais, sendo perfeito para uma road trip. Abaixo alguns dos lugares mais legais!

Las Vegas

A cidade do pecado fica pertinho deste paraíso. Não perca a chance de conhecer estes dois destinos extremos e tão diferentes na mesma viagem.

Grand Canyon

Principal atração natural do meio oeste americano, o Grand Canyon fica no estado vizinho, o Arizona. Uma road trip pela região não vai estar completa sem passar por estes dois lugares mágicos. Se quiser saber mais sobre como conhecer este destino incrível, leia nosso post com tudo o que você precisa sabe sobre o Grand Canyon.

Paisagem do grand canyon, no arizona, eua

Grand Canyon, no Arizona, EUA

Bryce Canyon

Outro belo canyon da região, tem formações rochosas únicas e curiosas. Fica a pouco mais de uma hora de carro de Zion, o que torna a visita a ambos os parques em uma mesma viagem uma oportunidade tentadora.

Arches National Park

A geologia desse parque nacional faz dele um dos mais únicos do mundo e mais visitados dos Estados Unidos. Diversos arcos de pedra são encontrados na região, criando uma paisagem surreal e linda. Aproveite que fica no mesmo estado que Utah para conhecer ambos.

Monument Valey

Local considerado sagrado pelas tribos indígenas nativas dos EUA, hoje é faz parte da reserva indígena Navajo, que é muito visitada. Fica na divisa dos Estados de Utah e do Arizona. As formações rochosas impressionantes e a tradicional cultura local são os principais atrativos.

viajante em frente ao monument valey, estados unidos

Monument Valey, nos Estados Unidos

Salt Lake City

Capital do estado de Utah, um lugar privilegiado pela natureza. Funciona como um excelente ponto de partida para conhecer os diversos parques nacionais da região. As atrações que citamos neste artigo estão ao Sul de Salt Lake, mais próximas ao Zion National Park. Ao norte da cidade, está o primeiro parque nacional do mundo, Yellowstone.

Canyonlands National Park

Este parque tem paisagens desérticas impressionantes esculpidas pelo Rio Colorado. Também tem formações rochosas únicas e muito interessantes. Por causa da forte concorrência com outros parques e paisagens da região, e por ficar um pouco mais afastado que dos demais, acaba não sendo visitado pela maioria dos viajantes.

Antelope Canyon

Um dos locais mais fotogênicos dos Estados Unidos fica entre Zion e o Grand Canyon. Aqui você pode caminhar entre formações rochosas únicas, que mais parecem labirintos, onde os raios solares mal conseguem penetrar. Um dos pontos naturais mais visitados da região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *